JUÍZO INVESTIGATIVO!

UMA ANÁLISE CLARA E SIMPLES SOBRE O HISTÓRICO DESSA TEORIA.

By Robert K. Sanders

Traduzido e adptado 

por Eloy Arraes Vargas

Prefácio:

Comparando o Juízo Investigativo de  E.G.White com a Bíblia.


1 -    De onde veio a idéia de um juízo investigativo e quando começou? 

2 -  Como Ellen White explica o juízo investigativo.

3 - Os defensores dessa teoria pretendem determinar quem estará preparado para o reino.
4 -  O encerramento do trabalho de expiação e quem vai estar habilitado aos seus benefícios.
5 - E.G.White move o trono do Pai !
6 -  Investigando os nomes.
7 - O tempo que
quase terminou em 1850. Quando logo significa realmente logo?

8 - Alguns textos bíblicos usados indevidamente pelos ASD para justificar a  teoria do Juízo investigativo .
9 -E.G.White mudou a teoria do Juízo investigativo em 1898

10 - James White em 1850, não acreditava no juízo investigativo.
11Ellen White "interpretou erradamente" a visão da porta fechada em 1844 conforme admite Robert Olson do White Estate.

 

Prefácio

                         

A doutrina do Juízo investigativo é uma teoria muito complexa, em todo o mundo cristão só  a Igreja Adventista do Sétimo Dia defende essa teoria. Ela é uma teoria muito complicada pois as escrituras precisam ser  remexidas e manipuladas para dar a essa doutrina uma aparência  bíblica. 

                        Os ASD são incapazes de explicar tal teoria sem o suporte dos livros atribuídos a E.G.White.

                         A doutrina do Juízo investigativo tem sido a mais controvertida e debatida  doutrina dos ASD desde  que foi desenvolvida. Ellen White colocou seu selo visionário de aprovação ao Juízo investigativo e a IASD não tem condições de descartar essa doutrina sem admitir que  Ellen G. White errou. 

                        Eu desejo tornar a doutrina do Juízo investigativo de  E.G.White simples de entender de tal forma que os cristãos sinceros possam ver que ela não tem fundamentação bíblica, e que ela é simplesmente uma invenção de religiosos fanáticos. 

 

1

"Juízo Investigativo!"

Onde surgiu essa teoria?

 

                     Milhares de pessoas de todas as denominações tiveram parte no "movimento Adventista" também conhecido como "Movimento Milerita" e também como " O grande desapontamento".

                     Esse povo, mal guiado, acreditava que  Cristo retornaria a terra e os salvaria e destruiria os maus , incluindo aqueles que rejeitassem  as datas propostas por William Miller,  com fogo do inferno que cairia dos céus. A primeira data marcada para o "fim do mundo" foi o outono de 1843, depois a primavera de 1844 e finalmente estabelecida para 22 de Outubro de 1844.

                  Desnecessário dizer que todas essas datas passaram sem que o salvador voltasse. Dai o termo "Grande desapontamento". O erro com respeito ao retorno de Cristo dividiu os mileritas em dois grupos. A maioria, que fora conduzida por Miller,  renunciou suas crenças sobre qualquer acontecimento profético em 1844 e também renunciou a DOUTRINA DA PORTA FECHADA.

 Os mileritas voltaram a trabalhar em encontros evangélicos ganhando almas para Cristo.

Os whiteanos  se fecharam na busca de doutrinas que os levassem a convicção de que eles eram melhores que os outros e que eram os únicos que receberiam a salvação.

                O grupo  guiado por  Ellen G. Harmon (mais tarde esposa  de  James White), James White, Capitão Joseph Bates e outros seguiu a doutrina da porta fechada, que dizia que a porta da salvação para o mundo estava fechada. Esse grupo se intitulou de "O pequeno Rebanho".

              Criou-se uma divisão entre o grupo dos mileritas e o grupo  White/Bates. 

             "O pequeno Rebanho"  tentava provar aos mileritas que eles não estavam errados a respeito da data de 1844 e que a porta da graça estava fechada  dizendo que alguma coisa teria acontecido. 

              Ellen White "culpou" Deus pelo engano a respeito do não retorno de Cristo. Ela pregou que Deus colocou a sua Mão sobre  as figuras e eles não puderam ver como estavam enganados.  E.G.White pregou que as figuras estavam corretas, mas que o evento é que estava errado. Passou então a dizer que Jesus  se moveu do lugar santo  para o santíssimo em 1844 e iniciou o Juízo investigativo para  limpar o santuário no Céu.

             Isso foi logo após o desapontamento de 22 de outubro de 1844 e ai a teoria do Juízo investigativo foi desenvolvida. A teoria do Juízo investigativo não é uma doutrina antiga da Bíblia mas é uma doutrina de origem moderna. 

 

2

Como E.G. White Explica o "Juízo Investigativo" 

           Por favor, leia com cuidado e entenda o que  Ellen White nos diz em seu livro, O Grande Conflito (The Great Controversy),  No capítulo que trata do evento que foi predito na profecia para acontecer ao termino dos 2300 dias em 1844", ela escreve: 

            

Ellen G. White  

    
                  Assistido por anjos celestiais, nosso grande Sumo Sacerdote entra no lugar santíssimo, e  ali comparece à presença de Deus a fim de Se entregar aos últimos atos de Seu ministério em prol do homem, a saber: realizar a obra do juízo de investigação e fazer expiação por todos os que se verificarem com direito aos benefícios da mesma. (Grande Conflito vol. IV pagina 480)
   

              Assim, no grande dia da expiação final e do juízo investigativo, os únicos casos a serem considerados são os do povo professo de Deus. O julgamento dos ímpios constitui obra distinta e separada, e ocorre em ocasião posterior. "É tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho?" .(O grande conflito vol. IV pagina 480}

               Ao abrirem-se os livros de registro no juízo, é passada em revista perante Deus a vida de todos os que creram em Jesus. Começando pelos que primeiro viveram na Terra, nosso Advogado apresenta os casos de cada geração sucessiva, finalizando com os vivos. Todo nome é mencionado, cada caso minuciosamente investigado. Aceitam-se nomes, e rejeitam-se nomes.(O Grande Conflito, edição de 1950, pág. 483).

              No tempo indicado para o juízo - o final dos 2.300 dias, em 1844 - iniciou-se a obra de investigação e apagamento dos pecados. Todos os que já professaram o nome de Cristo serão submetidos àquele exame minucioso. Tanto os vivos como os mortos devem ser julgados "pelas coisas escritas nos livros, segundo as suas obras". .(O Grande Conflito, 1950, pág. 486).
             Embora todas as nações devam passar em juízo perante Deus, examinará Ele o caso de cada indivíduo, com um exame tão íntimo e penetrante como se não houvesse outro ser na Terra. Cada um deve ser provado, e achado sem mancha ou ruga, ou coisa semelhante.(O grande Conflito, 1950, pág. 490).

       
             "The Judgment is now passing in the sanctuary above. Forty years has this work been in progress. Soon – none know how soon  – it will pass to the cases of the living."
(The Great Controversy, 1884 edition, page 315).

Tradução:-

             "O Julgamento está ocorrendo no santuário acima. Há quarenta anos este trabalho está em progresso. Logo , ninguém sabe quão logo - se passará para o caso dos vivos. (O Grande Conflito, 1884 pagina 315).

 

Comparando o Juízo investigativo de Ellen G. White com a Bíblia.

 
Nas declarações de E.G.White acima, temos 4 pontos que devemos examinar e comparar  com as escrituras.

 

3


Determinando quem esta preparado para o Reino

E.G.White:

"This work of examination of character, of determining who are prepared for the kingdom of God , is that of the investigative judgment"

Tradução:-     

"Este trabalho de exame de caráter, determinando quem está preparado para o Reino de Deus, é o trabalho do Juízo Investigativo."
(O Grande Conflito, 1939 página 489 - 1950 página 428)

                      Precisaria Jesus do Juízo investigativo de 1844 para poder "determinar quem esta preparado para o Reino de Deus"? A Bíblia diz que Jesus sempre conheceu quem estava preparado para o Reino. Este é um atributo de Deus, a onisciência ou a capacidade de ter pré-conhecimento.

   

             A Bíblia responde esta questão e nos diz que Jesus conhecia suas ovelhas 1810 anos antes de 1844. Por outro lado E.G.White nos diz que Jesus precisa de um Juízo Investigativo que teve inicio em 1844, para determinar quem são suas ovelhas. Teria Jesus esquecido quem eram suas ovelhas depois de tanto tempo? Precisaria do Juízo Investigativo para refrescar a sua memória?

 

João 10:13 “Eu sou o bom pastor, Eu conheço minhas ovelhas e minhas ovelhas me conhecem...

 

                   Jesus disse no primeiro século; "Eu conheço as minhas ovelhas". De acordo com E.G.White, ele deveria ter dito: - Eu não conhecerei minhas ovelhas antes de 1844. 

Jesus disse a seus discípulos que quando Ele sentasse no seu trono , os discípulos participariam do julgamento das doze tribos, Jesus não deveria esperar até 1844 para ver se seus discípulos iriam passar pelo Juízo investigativo para ver se eles poderiam julgar as doze tribos?

 

Mateus 19:28 - E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do Homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.

 

Paulo escrevendo a Timóteo, não disse que o Senhor esperaria  1844 para conhecer quem eram eles? Paulo disse "O Senhor conhece aqueles que são seus". 

 

2 Tim. 2:19 -  Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor.

 

Paulo não disse que Timóteo  teria que passar pelo teste do Juízo Investigativo de 1844 para ter a certeza  que os seus pecados esquecidos haveriam de ser apagados antes que Deus lhe desse a "Coroa da Justiça". 

 

2 Tim.4:7-8 :-   Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.

 

4

O término do trabalho da expiação e quem estará apto para os seus benefícios.

 

E.G.White: "...In 1844 Christ then entered the most holy place of the heavenly sanctuary, to perform the closing work of atonement, preparatory to His coming" (The Great Controversy, page 481); ". . . To make an atonement for all who are shown to be entitled to its benefits" (Ibid., page 456).

 

Tradução:-

EGW: - "...Em 1844 Cristo entrou no mais santo lugar do santuário celestial, para terminar o trabalho de expiação, preparatório para Sua Vinda" (The Great Controversy, page 481).

 

Para fazer expiação por todos aqueles que se mostrassem aptos para receber os  benefícios da mesma. (Ibid., page 456).

 

...em 1844. Assistido por anjos celestiais, nosso grande Sumo Sacerdote entra no lugar santíssimo, e ali comparece à presença de Deus a fim de Se entregar aos últimos atos de Seu ministério em prol do homem, a saber: realizar a obra do juízo de investigação e fazer expiação por todos os que se verificarem com direito aos benefícios da mesma.(O grande conflito página 480}

 

E.G.White estabelece que  que Jesus entrou no lugar mais santo  em 1844 para os "últimos atos de expiação" e para fazer a expiação por todos aqueles  que se verificarem com direitos a tal benefício. Não há uma só afirmação Bíblica que nos diga que Jesus entrou no lugar "Mais Santo" em 1844 ou que sua expiação seja somente para aqueles que "Tiverem direito a seus benefícios".  A Bíblia nos diz que Jesus entrou no lugar mais santo após a sua ressurreição e sentou-se a direita no trono do Pai

 

A palavra de Deus prova que E.G.White e os ASD estão errados quando dizem que Jesus não esteve no lugar MAIS SANTO antes de 1844.

Efésios 1:

19 e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder;

20 o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais,

Col. 3:1 - 

1 Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus.

1 Pedro 3:22 - 

22 o qual, depois de ir para o céu, está à destra de Deus, ficando-lhe subordinados anjos, e potestades, e poderes.

Heb. 1:3

3 Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas,

Heb. 9:11 - 12 

12 não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção.

Heb. 10:11-12 

11 Ora, todo sacerdote se apresenta, dia após dia, a exercer o serviço sagrado e a oferecer muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca jamais podem remover pecados;

12 Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus,

Heb. 10:18 -19  

18 Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado.

19 Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus,

Heb. 12:2 - 

2 olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.

 

A própria Ellen se contradiz quando em outras citações diz "A expiação está completa" e foi aquela  "perfeita expiação", a qual foi no calvário.

 

EGW: He [Christ] planted the cross between Heaven and earth, and when the Father beheld the sacrifice of His Son, He bowed before it in recognition of its perfection. "It is enough," He said. "The Atonement is complete."--The Review and Herald, Sept. 24, 1901.

 

Tradução:-

Ele [ Cristo] plantou a cruz entre Céu e terra, e quando o Pai viu o sacrifício do Seu filho,  Ele se curvou em reconhecimento de sua perfeição. "É o suficiente", Ele disse. "A expiação está completa."

 

EGW: Type met antitype in the death of Christ, the Lamb slain for the sins of the world. Our great High Priest has made the only sacrifice that is of any value in our salvation. When He offered Himself on the cross, a perfect atonement was made for the sins of the people . We are now standing in the outer court, waiting and looking for that blessed hope, the glorious appearing of our Lord and Saviour Jesus Christ.-- The Signs of the Times, June 28, 1899.

 

Tradução:-

O Tipo conheceu anti-tipo  na morte de Cristo, o Cordeiro morto pelos pecados do mundo. Nosso grande Sumo Sacerdote  fez o único sacrifício que é de qualquer valor em nossa salvação. Quando Ele se ofereceu na cruz, uma expiação perfeita foi feita pelos pecados das pessoas. Nós estamos  agora em pé na corte exterior, aguardando, a benção esperada,  o  aparecimento glorioso de nosso Senhor  e Salvador Jesus Cristo. The Signs of the Times, June 28, 1899.

 

Como  pode  Jesus estar fazendo "um trabalho final de expiação" iniciado em 1844 se Quando Ele se ofereceu na cruz, uma expiação perfeita foi feita pelos pecados das pessoas? É heresia acreditar que Jesus realizou uma expiação  incompleta na cruz e que ele precisaria terminar a expiação em algum dia no futuro. 

 

Esteja certo de que só há uma expiação e foi completada na Cruz. 

 

E.G.White diz que a expiação do Juízo Investigativo é para o povo "que tem guardado o nome de Cristo ", e " para fazer expiação por todos os que se verificarem com direito aos benefícios da mesma". A Bíblia, diz diferentemente que: - A expiação feita por  Jesus não foi  "para os que se verificarem com direito a seus benefícios", Mas para aqueles que não tem direitos de tê-la e inclui todos os pecadores. 

 

Paulo falando aos cristãos romanos lhes diz que a expiação foi feita para eles enquanto eles eram pecadores, e não que começaria no  futuro em 1844 como E.G.White procura nos fazer acreditar. 
 

ROMANOS 5: 
6 Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios.
7 Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer.
8 Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós.

9 Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.
10 Porque se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

 

O apostolo Paulo sempre disse que o trabalho de expiação já havia terminado "fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida." ( escrito entre 56- 57 A .D.)! 

Paulo está dizendo que os Cristãos nos seus dias tinham razões para regozijar-se porque eles tinham recebido a expiação dos pecados. Ele não disse que os Cristãos deveriam aguardar até 1844 para receber uma "expiação final" para verificar se eles estavam mesmo reconciliados com Deus. 

 

Está claro em  hebreus que Jesus, "depois que providenciou a purificação dos pecados" no Calvário, assentou-se à destra de Deus. A expiação estava completa.

Heb. 1: 3 sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas,

 

5

E.G.White Move o Trono do Pai!

 

E.G.White: Vi o Pai erguer-Se do trono e num flamejante carro entrar no santo dos santos para dentro do véu, e assentar-se....Então um carro de nuvens, com rodas como flama de fogo, circundado por anjos, veio para onde estava Jesus. Ele entrou no carro e foi levado para o santíssimo, onde o Pai Se assentava. Então contemplei a Jesus, o grande Sumo Sacerdote, de pé perante o Pai.(Primeiros escritos pg.55)

 

Como isso é possível, o Pai esteve no Lugar Santo com Jesus " em um Trono " por 1800 anos até 1844!? 

 

O Pai tinha dois tronos, um no Santo e um no Santo dos Santos? Claro que não! Se fosse assim o trono no Santíssimo deveria ter estado desocupado durante 1800 anos  segundo E.G.White.

Então E.G.White move Jesus, em um carro de Rodas Flamejantes,  para o "Santo dos Santos" para ser um com o Pai. 

Apocalipse 4 deixa claro que,  o Pai já  estava no Trono no Lugar Santíssimo já no primeiro século  quando isso foi revelado a João  em visão. 

 

6

Investigando os Nomes

E.G.Whte:  As the books of record are opened in the judgment, the lives of all who have believed on Jesus come in review before God. Beginning with those who first lived upon the earth, our Advocate presents the cases of each successive generation, and closes with the living. Every name is mentioned, every case closely investigated. Names are accepted, names rejected" (The Great Controversy, 1950 edition, page 483).

 

Tradução:-

Ao abrirem-se os livros de registro no juízo, é a vida de todos os que creram em Jesus passada em revista;  Começando pelos que primeiro viveram na Terra, nosso Advogado apresenta os casos de cada geração sucessiva, finalizando com os vivos. Todo nome é mencionado, cada caso minuciosamente investigado. Aceitam-se nomes, e rejeitam-se nomes.

 

De acordo com E.G.White todos os nomes das pessoas que viveram no passado na terra e que creram em Jesus serão os primeiros no Juízo Investigativo de 1844, para ver se eles são merecedores, depois Deus iniciará o julgamento dos vivos.

Vejamos os nomes registrados na Bíblia, "os que foram os primeiros a viver sobre a terra" e vejamos se Deus  já decidiu se Eles foram aceitos ou rejeitados. Se eles foram aceitos por Deus, estará Deus fazendo-os entrar novamente em julgamento - O Juízo Investigativo de E.G.White?

 

Adão:

Rom. 5:14 "No entanto a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão o qual é figura daquele que havia de vir".

 

Adão foi o modelo daquele que viria, Jesus. Como poderia Deus dizer isto a respeito de Adão antes de julgá-lo em 1844 para ver se Adão era ou não merecedor? Devemos ver os fatos, Deus conhecia antes de 1844 o caráter de Adão. 

 

Abel: 

Heb. 11:4 -  "pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho das suas oferendas, e por meio delas depois de morto, ainda fala."

Deus disse que Abel era um homem Justo. Estará Deus mandando agora Abel para um novo Julgamento que começaria em 1844 para ver se Deus não tinha se enganado ao dizer que Abel era justo?

Enoque:

Heb. 11:5  "Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte; e não foi achado, porque Deus o trasladara; pois antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus."

 

Enoque alcançou testemunho de que agradara a Deus. Será que Deus cometeu um erro? Deverá Deus agora fazer Enoque passar pelo Juízo investigativo para ver se Deus havia cometido um erro ao transladar Enoque? Coitado do Enoque.  Se ele não passar pelo Juízo investigativo, deverá deixar o Céu onde viveu até agora e ser queimado ao final deste Tempo?

Noé: 

Heb. 11:7 "Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, sendo temente a Deus, preparou uma arca para o salvamento da sua família; e por esta fé condenou o mundo, e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé. 

É fantástico que E.G.White acredite que Noé deverá ser testado depois de 1844 para verificar se ele poderá entrar no Céu quando no primeiro século Deus Disse que Noé  tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé. Se Noé não passar pelo Juízo investigativo de 1844 ele será queimado no fogo. 

 

Elias:  

2 Reis 2:11  "E, indo eles caminhando e conversando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho."

Nós devemos argüir a Deus, sobre o porque Ele levou Elias para o Céu, pois de acordo com E.G.White, o nome de Elias ainda não havia passado pelo julgamento que só ocorreria depois de 1844.

Poderíamos adicionar o restante dos santos citados em Hebreus 11  Abraão, Sara, Isaque, Jacó, José, Moises, Raabe, Gideão, Baraque, Sansão, Jefité, Davi, Samuel e os profetas.

 

7


O tempo quase terminou em 1850 ?
O que significa "Breve" ?

 

E.G.White: "Forty years has this work been in progress. Soon—none know how soon—it will pass to the cases of the living" (The Great Controversy, page 315, edition of 1884).

 

Tradução:-

E.G.White: Há Quarenta Anos este trabalho está em progresso, Brevemente - ninguém sabe quão breve se passará aos casos dos vivos. (O grande conflito, pág. 315, edição de 1884)

 

E.G.White mudou suas palavras inspiradas de "quarenta anos" em 1884 para "muitos anos" nas edições de 1911, 1939, e 1950.

 

"O juízo ora se realiza no santuário celestial. Há muitos anos esta obra está em andamento. Breve , ninguém sabe quão breve, passará ela aos casos dos vivos." (The Great Controversy, 1950 edition, page 490).
 

Quando E.G.White diz  "Breve" o que é que significa isso?  Se em 1884 O Juízo Investigativo já estava em progresso há quarenta anos, nós ficamos maravilhados com o significado da palavra breve  - Como ela deveria ser interpretada?


Dizendo "Breve" depois de estabelecer que o Juízo Investigativo já havia começado a quarenta anos, somos levados a concluir que "Breve" deveria ser um período menor do que os quarenta anos.
Portanto Cristo já deveria ter terminado o julgamento dos vivos e ter retornado.

A Bíblia nos mostra isso :

2 Tim 4:1 - Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino;

Note que, este verso diz que os vivos e os mortos serão julgados  em sua vinda.

 

Agora em 2005 já se passaram 120 anos desde 1884, e Cristo ainda não retornou. "Breve" no entendimento de E.G.White deve significar um período maior do que 120 anos, ou então o Juízo Investigativo é um processo muito lento e a Sra. E.G.White não foi avisada desse fato.

Aqui esta a verdade sobre este assunto. A teoria do Juízo Inveistigativo é inteiramente errada e nenhum julgamento esta se realizando neste momento  nem será realizado antes da volta de Jesus, em um outro capítulo do mesmo livro  E.G.White diz: 

 

"This work of examination of character, of determining who are prepared for the kingdom of God, is that of investigative judgment, the closing work in the sanctuary above" (Ibid., 1939 edition, page 489).

 

Tradução:-

 E.G.Whte: "Este trabalho de exame de caráter, para determinar quem está preparado para o Reino de Deus, é o Juízo investigativo, o trabalho de fechamento do serviço no santuário de cima" (Ibid., 1939 edition, page 489).

Esses fatos nos chamam a atenção para  uma grande conclusão a respeito da doutrina do juízo investigativo. Os proponentes dessa teoria não tinham idéia de que o julgamento duraria tanto tempo. Quando a Sra. White escreveu esse parágrafo, ela disse que o trabalho do Juízo Investigativo já se fazia a 40 anos.  Mas agora esses, a quem caiu o fardo de continuar a ensinar o Juízo  Investigativo, são confrontados com o fato que não quarenta anos, mas bem mais de um século decorreu desde 22 de outubro de 1844 . No ano 2044, Cristo estaria julgando os santos a 200 anos . Olálá!

 

Ninguém sabe se o Juízo Investigativo já passou aos casos dos vivos! Isso significa que a IASD está pregando a quatro gerações, para pessoas vivas,  e o Juízo Investigativo está investigando ainda as pessoas mortas  e nesse caso nenhum dos vivos ainda foi julgado!   É realmente um pensamento perturbador. 

Porque a mudança de "40 anos" para "muitos anos"?

Em 1850 a Sra. E.G.White escreveu:-

  
"I saw that the time for Jesus to be in the most holy place was nearly finished, and that time can last but very little longer" (Early Writings, page 58). On the same page she writes: "The sealing time is very short, and will soon be over." Again, on page 67 of the same book, she writes: "But now time is almost finished, and what we have been years learning, they will have to learn in a few months."  

 

Tradução:-

"Eu vi que o tempo para Jesus permanecer no lugar santíssimo terminaria logo, e aquele tempo pode demorar, mas muito pouco tempo"(Early Writings, page 58). Na mesma página ela escreve: "O tempo do selamento é muito curto, e terminará logo"  ainda na página 67 no mesmo livro ela escreve: Agora o tempo está quase terminado e o que nós aprendemos durante anos, eles deverão aprender em poucos meses." 

Isto foi escrito em meados de 1850. Os pioneiros, Em especial o capitão Bates, estavam ensinando que as sete vezes que o sangue era espargido sobre o propiciatório (levítico 16:14) representavam sete anos que seriam usados por Cristo no trabalho de expiação no lugar santíssimo. Esse período terminaria em 22 de outubro de 1851, e que em seguida ele voltaria. Eles tinham tido 6 anos para aprender mas os laodiceanos que chegaram depois tinham poucos meses para aprender. Por tudo isso fica claro que os pioneiros acreditavam que a volta de Jesus de daria ainda em seus dias e muito brevemente.

 

8

Textos bíblicos utilizados para base da teoria do Juízo investigativo.

Não são em grande número as passagens bíblicas que a IASD usa para tentar basear o Juízo Investigativo. Um exame cuidadoso nos mostrará que essas passagens, na realidade, contradizem tal teoria.

 

Atos 3:19 "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor,"

 

Atos 2:38  "Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão dos vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo." 

Pedro não está dizendo aos seus ouvintes que o "apagamento dos pecados" seria um evento futuro, mas um evento presente, para que venham os tempos de refrigério. Isso ocorreria quando eles recebessem o Dom do Espírito Santo. Não se trata de um evento após a morte e no Juízo Investigativo. 


Daniel 8:14  "Ele me respondeu: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; então o santuário será purificado."

And he said unto me, Unto two thousand and three hundred days; then shall the sanctuary be cleansed. (KJV)

 

"O santuário seria limpo" é o que diz a  Versão King James. Traduções mais cuidadosas  tem usado o termo "Reconsagrado" ou "Restaurado". 

Em português temos a tradução "Purificado" .

Mesmo em inglês os ASD procuram criar uma confusão entre os conceitos das palavras Purificar e Expiar para com isso criar uma confusão entre expiação e purificação.

Vejamos o que diz o dicionário Aurélio - o mais conceituado na língua portuguesa.

EXPIAR

[Do lat. expiatione.]
S. f. 
1. Ato ou efeito de expiar (1); castigo, penitência, cumprimento de pena. ~ V. expiações. 

u Expiação suprema. 
1. A pena capital. 

======= ======== 

PURIFICAR

[Do lat. purificare.]
V. t. d. 
1. Tornar puro; livrar ou desembaraçar de substâncias que alteram, corrompem; depurar, purgar, mundificar, acrisolar: 2 
2. Tirar mácula(s) a; tornar puro moralmente; santificar, mundificar: 2 & 
V. t. d. e i. 
3. Limpar, isentar: 2 
4. Limpar, desembaraçar, purgar [de impureza(s)] ; mundificar. 
V. p. 
5. Limpar-se (física ou moralmente); mundificar-se. 

O serviço do Santuário de Daniel 8:14 não se referia ao dia da Expiação nem mesmo a um evento futuro que ocorreria em 1844.  Quando o Santuário foi profanado?  Vs. 9-12 conta-nos que foi o pequeno chifre  que profanou o santuário. Essa limpeza nunca poderia ser feita no dia da Expiação.

A purificação do santuário não foi feita no dia da Expiação.

A Bíblia nos dá outro exemplo de purificação do santuário.

 2 Crônicas 29:5 

"disse-lhes: Ouvi-me, ó levitas; santificai-vos agora, e santificai a casa do Senhor, Deus de vossos pais, e tirai do santo lugar a imundícia."

2 Crônicas 29:15 -18 

"Ajuntaram seus irmãos, santificaram-se e entraram conforme a ordem do rei, segundo as palavras do Senhor, para purificarem a casa do Senhor.16 Também os sacerdotes entraram na parte interior da casa do Senhor para a limparem, e tirarem para fora, ao átrio da casa do Senhor, toda a imundícia que acharem no templo do Senhor; e os levitas a tomaram e a levaram para fora, ao ribeiro de Cedrom."

17 "Começaram a santificá-la no primeiro dia do primeiro mês, e ao oitavo dia do mês chegaram ao alpendre do Senhor, e santificaram a casa do Senhor em oito dias; no décimo sexto dia do primeiro mês acabaram."

18 "Então foram ter com o rei Ezequias no palácio, e disseram: Acabamos de limpar toda a casa do Senhor, como também o altar do holocausto com todos os seus utensílios, e a mesa dos pães da proposição com todos os seus utensílios."

Daniel 7:9 -10

9 "Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; o seu vestido era branco como a neve, e o cabelo da sua cabeça como lã puríssima; o seu trono era de chamas de fogo, e as rodas dele eram fogo ardente."

10 "Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e miríades de miríades assistiam diante dele. Assentou-se para o juízo, e os livros foram abertos."

 

E.G.White e a IASD interpretam o julgamento de Daniel 7 como sendo o Juízo Investigativo dos santos que seria  iniciado em 1844. Se você olhar cuidadosamente para este capítulo você verá que se trata do Julgamento feito por Deus contra o poder da besta que estava perseguindo os santos. 

Os santos não são julgados por seus pecados mas são vindicados por Deus. Leia Daniel  7: 21-26. Não há nada na Bíblia que descreva o Juízo Investigativo de E.G.White, isso é uma perversão das escrituras para tentar justificar uma afirmação não bíblica de E.G.White


Apocalipse 14:6-7  

6 "E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo,"

7 "dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas."

 

Apocalipse:-14:7, não diz que a hora do julgamento de Deus ocorre em 1844. Quando João estava escrevendo para as sete igrejas sobre este dia "A hora do julgamento já tinha começado". Não se trata ai de um evento futuro . Trata-se de um julgamento contra contra a besta que estava naquele momento perseguindo a Igreja e essa besta era o Império Romano.

James White concorda que este texto não se aplica a um julgamento iniciado em 1844.  diz ele:

 

""The advent angel (Rev. 14:6,7) 'saying with a loud voice, Fear God and give glory to him: for the hour of his judgment is come,' does not prove that the day of judgment came in 1840, or in 1844, nor that it will come prior to the second advent." Advent Review of Sept. 1850. 

 

Tradução:-

O Anjo do advento (apocalipse 14: 5,7) "dizendo em alta voz, Temei a Deus e dai-lhe gloria porque a hora do seu julgamento é chegada, Não prova que o dia do julgamento viria em 1840 ou 1844, isso só ocorreria com o segundo advento. Advent Review of Sept. 1850. 

 

9

O que E.G.White mudou sobre o Juízo Investigativo de 1844.

A mudança feita por E.G.White passa a incluir todas as pessoas do mundo e não somente os salvos.

 

Manuscript Releases Volume Eight, page 244, paragraph 2

Chapter Title: The Investigative Judgment

When speaking to congregations, there is always before me the final judgment, which is to be held in the presence of the world, when the law of God's government is to be vindicated, His name glorified, His wisdom acknowledged and testified of as just to believers and unbelievers. This is not the judgment of one person, nor of a nation, but of a whole world of intelligent beings, of all orders, of all characters. The judgment takes place first upon the dead, then upon the living, then the whole universe will be assembled to hear the sentence. I feel as if I were in the presence of the whole universe of heaven, bearing my message for time and for eternity.--Letter 109, 1898, p. 4. (To Brother Moon, November 29, 1898.)

 

Tradução:-

Título do capítulo: - O Juízo Investigativo

 

Ao falar com as congregações, sempre tenho diante  de mim o julgamento final, que será realizado  na presença do mundo, quando a lei do governo de Deus será vindicada, Seu nome Glorificado. Sua sabedoria será reconhecida  e testemunhada seja pelos crentes ou descrentes. Este não é o julgamento de uma pessoa, nem de uma nação, mas de um mundo inteiro de seres inteligentes, de todas as ordens, de todos os caráteres. O julgamento inicia primeiro pelos mortos e depois pelos vivos,  então o universo inteiro será reunido para ouvir a sentença. Eu sinto como se eu estivesse na presença do universo inteiro sob o  céu, levando minha mensagem durante tempo e para eternidade. Letter 109, 1898, p. 4. (To Brother Moon, November 29, 1898.)

 

10

Em 1850 James White Não acreditava em um Juízo Investigativo.

Publicado no  Advent Review de Setembro de . 1850. 

"Some have contended that the day of judgment was prior to the second advent. This view is certainly without foundation in the word of God . . . . .   

Tradução:-

"Alguns discutem afirmando que o dia do julgamento será antes do segundo advento. - Essa interpretação é certamente sem fundamentação  na palavra de Deus......

"Daniel, 'in the night visions' saw that 'judgment was given to the Saints of the Most High,' but not to mortal saints —not 'until the Ancient of days came,' and the 'little horn' ceased prevailing, which will not be until he is destroyed by the brightness of Christ's coming.

Tradução:-

" Daniel, nas visões da noite, disse que o julgamento era para os Santos do Mais Alto; mas não para Santos mortais - não 'até a vinda do  Ancião de dias', e de que o 'pequeno chifre' deixasse de prevalecer, o qual não seria destruído até que o Brilho da vinda de Cristo o destrua. 

Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino;  2 Tim. 4:1.

"O anjo do advento  (Apoc. 14:6,7) 'dizendo em alta voz , Temei a Deus e dai-lhe Gloria porque é chegada a hora do seu Juízo"  Não prova que o dia do julgamento viria em 1840 ou em 1844 ou que ele seria antes do segundo advento.  Advent Review de setembro de 1850.

"It is not necessary that the final sentence should be given before the first resurrection as some have taught; for the names of the saints are written in heaven, and Jesus, and the angels will certainly know who to raise, and gather to the New Jerusalem." James White, A Word to the Little Flock, 1847, p. 24.  

Tradução:-

"Não é necessário que a sentença final seja dada antes da primeira ressurreição como alguns crêem, para que os nomes dos santos sejam escritos no Céu, e Jesus, e os anjos certamente saberão como junta-los e levá-los para a Nova Jerusalém. A Word to the Little Flock, 1847, p. 24.

Se o Juízo Investigativo não tinha suporte na Bíblia  em 1850 e antes, é porque ele nunca teve fundamentação Bíblica. James White pode ter mudado de posição para apoiar E.G.White nas suas "Visões" não bíblicas.

 

11


 De acordo com o  Pastor Robert Olson, do White Estate, Ellen White "interpretou mal" sua visão da porta fechada em 1844. 

Ellen White "interpretou mal" sua visão  sobre a porta fechada em 1844, admite Robert Olson do White Estate que assume isso no folheto ,  One Hundred and One Questions on The Sanctuary and On Ellen White, p. 58. 

65. A Porta Fechada 

"Ellen mostrou 3 grupos de pessoas.

(a)   Os Santos vivos, em número de 144.000, Os quais mantiveram a sua fé na experiência de 22 de outubro.

(b)  Os mileritas que viram o movimento de 1844 como um erro e que disseram que não havia sido um movimento de Deus.  E

(c)   "O mundo mau que Deus tinha Rejeitado. " 

Ellen interpretou mal essa visão.  She correctly understood that the day of salvation for the latter two groups was past. For them, the door was shut. (See Selected Messages, book 1, p. 62.) But she incorrectly concluded that no one could accept Christ after October 22, that only the little flock remaining in the household of faith would be saved, and that everyone else would be lost. She somehow failed to see that the figure 144,000, however interpreted, must surely include more than a few small groups of the advent bands. " One Hundred and One Questions on The Sanctuary and On Ellen White, p. 58.  

Tradução:- 

Ela entendeu corretamente que o dia da salvação para os dois últimos grupos já havia passado. PARA ELES, A PORTA ESTAVA FECHADA. (Veja -Mensagens escolhidas, vol. 1, p.62) Mas ela erradamente concluiu que ninguém poderia aceitar Cristo depois de 22 de outubro, que somente o pequeno rebanho remanescente (já na Igreja) da fé poderiam ser salvos,  todos os demais estariam perdidos. Ela de alguma maneira falhou no entendimento da  figura dos  144,000, porém interpretou, que devia  incluir mais  alguns grupos pequenos .

 Robert Olson está também errado quando ele diz que:-  "Ela entendeu corretamente  que o dia da salvação para os dois últimos grupos já havia passado pois a porta da graça já estava fechada" .

O dia da salvação para os dois últimos grupos tinha realmente passado? Deus nunca fechou a porta da salvação.  

O grupo  (b) , "os Mileritas" iniciaram reuniões evangelísticas  depois de 1844 enquanto  os White insistiam que a porta da graça já estava fechada para todos menos para o grupo deles.  E.G.White só resolveu abrir a porta da graça depois de 1851 !!

O grupo (c) , "O mundo Mau ".

 Deus nunca rejeitou ninguém por não crer na falsa mensagem de Miller. A porta da salvação nunca esteve fechada, tudo estava errado na teoria da porta fechada pregada por E.G.White.

Conclusão

O Juízo investigativo não engrandece o Criador. 

Heb. 4:12 -  E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas.

O que o Juízo Investigativo faz.

Eles Manterem os ASD em um estado de incerteza com relação aos seus pecados. O Juízo Investigativo rouba a segurança de que seus pecados estão perdoados e esquecidos. E.G.White diz a seus seguidores que o arrependimento de seus pecados não cancela esses pecados. Isto é uma heresia! Isto contradiz toda a mensagem de Jesus. A palavra de Deus ensina que se eu me arrependo e peço perdão dos meus pecados eles estão imediatamente perdoados, apagados e esquecidos.

Na realidade todos esses ensinos não bíblicos da IASD foram criados para tentar tapar a vergonha e o erro das interpretações mileritas que determinavam que a segunda visita de Cristo seria em 1843 depois em 1844 e depois em 1845.  

Sobre o tradutor:

O Professor Eloy Arraes Vargas, é Adventista do Sétimo Dia desde 1968, é Bacharel em Ciências Políticas e Sociais pela Escola Superior de Sociologia e Política, é Licenciado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica é Bacharel em Direito pela Universidade Braz Cubas e é Bacharel em Matemática pela Universidade de Mogi das Cruzes.

É professor registrado no MEC para ministrar aulas de várias disciplinas, entre elas Sociologia, História e Matemática

 

Retornar a principal

Clique para retornar a capa de abertura do site

 


Internet Bereanos