A MENSAGEM ESQUECIDA DO EVANGELHO

E A PREGAÇÃO DE FELIPE.

"E disse Felipe: é lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou". (Atos 8:37-38) 

Introdução:

É lamentável notar o quão distantes os cristãos têm andado do evangelho do Senhor Jesus Cristo. Criam-se doutrinas, dogmas e tradições humanas que ao invés de levar o pecador à Cristo, fazem-no distanciar. É muito triste ver igrejas e igrejas sendo abertas, e como as ondas do mar, irem de um lado a outro, com tantas cargas e doutrinas, e não levando Cristo aos corações.

Neste pequeno estudo, trataremos desse tema, que talvêz seja polêmico para alguns, pois muito do que será dito poderá ir de encontro às crenças, e quando se fala em crenças, alguns não têm tolerância quando as suas são atingidas. Nosso objetivo não é atingir ninguém, mas mostrar a essência do evangelho que por muitas vezes é esquecida. 

O "Evangelho" de Felipe

Evangelho traduzido significa "Boas Notícias". Mas qual era a boa notícia que Felipe deu ao eunuco? Qual notícia o Eunuco etíope deveria saber?

O texto bíblico diz: "E levantou-se e foi; e eis que um etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros e tinha ido a Jerusalém para adorar, regressava e, sentado no seu carro, lia o profeta Isaías." (Atos 8:27-28)

O Eunuco estava lendo 'a bíblia'. Estava lendo, mas não entendia. Pela forma da citação do texto bíblico, o eunuco provavelmente era de religião judia ou então de alguma forma buscava o conhecimento de Deus, pois tinha ido a Jerusalém 'para adorar'. (Verso 28).

Mas um mensageiro do Senhor e depois o espírito do Senhor falou a Felipe e mandou-o se aproximar do estrangeiro (verso 26,29).

O que Felipe pregaria? Qual seria o evangelho de Felipe a passar ao estrangeiro e qual seriam suas boas notícias?

O apóstolo Paulo nos adverte dizendo: "Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos entendimentos e se apartem da simplicidade e da pureza que há em Cristo." (II Cor 11:3).

Felipe, conhecedor da simplicidade das boas notícias (evangelho) de Cristo, aproveitou a oportunidade e apresentou Jesus ao eunuco. Deu à ele as boas novas de que Jesus "foi levado como a ovelha ao matadouro, e, como cordeiro mudo não abriu a sua boca." (Atos 8:32). Foi mostrado por Felipe a obra de salvação de Cristo, e que Cristo já havia feito o necessário para redenção do homem. Que ao homem caberia a função de 'crer'.

Felipe apresentou ao eunuco o filho de Deus, e após conhecer desse Deus maravilhoso que entregou seu filho unigênito, filho amado e único de seu tipo, o eunuco quis ser batizado. Mas, o batismo somente poderia ser feito se houvesse fé (Marcos 16:16). Assim sendo, Felipe disse que somente seria permitido ser batizado, se o eunuco cresse, ao que o eunuco respondeu: "Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus" (Atos 8:36-37). E então "mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou". (Atos 8:38).

Vede que evangelho 'simples'. Crendo que Jesus é o filho de Deus basta para se salvar. Conhecendo-o, é impossível deixar de crer e de amá-lo. Assim o Eunuco foi salvo e levou essa mensagem a seu distante país.

Outros Evangelhos

Embora as boas novas de Cristo sejam simples de se conhecer, outros evangelhos tem sido apresentados mundo afora.

O Evangelho do purgatório

Felipe não chegou ao eunuco e disse: Óh eunuco, você deve ir confessar todos seus pecados ao sacerdote, que dará sua penitência, e mais, você vai morrer um dia, e, se tiver cometido mais obras boas que más, vai para o céu, se mais obras más que boas, vai para o inferno, mas se tiver cometido o mesmo tanto de obras boas quanto más, vai para o purgatório. Seus amigos e familiares não tem como saber para onde você foi, mas se você for bonzinho o suficiente, os sacerdotes vão dizer que você ou está no céu ou no purgatório, e rezarão e pagarão missas para que Deus se lembre de ti, pois se porventura estiveres no purgatório, as rezas e missas farão com que Deus te leve de lá e purgue seus pecados e vais para o céu.... Seus amigos e familiares terão que encomendar (e pagar, é claro) missas e rezas para que seus eventuais pecados sejam perdoados e você possa deixar o purgatório e ir para o Céu.

Felipe não disse essas boas novas, pois elas são doutrinas de homens, não de Deus. Felipe não poderia pregar algo contrário à simplicidade do Evangelho que conheceu muito profundamente.

O Evangelho do purgatório II

Felipe não chegou ao eunuco e disse: Óh eunuco, você deve ir confessar todos seus pecados e se esforçar ao máximo. Deus não faz o que você tem que fazer no que compete a você para se salvar. É claro que você tem que fazer sua parte, se não fizer e guardar rigorosamente toda a lei, você será condenado. Você vai morrer um dia, e seu corpo perecerá, mas seu espírito será guardado para ressuscitar na primeira ou na Segunda ressurreição... Em 1844, o tempo do fim vai começar, também vai se iniciar um julgamento no céu, onde todos os nomes dos que aceitaram a Cristo serão verificados. Jesus vai passar do lugar santo para o lugar santíssimo, e começará o juízo investigativo para se saber de fato quem tem direito a se salvar e quem não tem. Você deve viver uma vida impecável, para que passe nesse julgamento, devendo observar todos os princípios da lei e fazendo a sua parte, pois se você não fizer tudo certinho, você não terá chance de ser considerado salvo e não participará da primeira ressurreição. Ninguém poderá interferir no seu caso, e você será o responsável por tudo diante de Deus, podendo ser salvo, se tiver feito sua parte direito, ou não ser salvo, se não se adequou aos princípio de Justiça de Deus.

Felipe não disse esse evangelho, pois ele também é doutrina de homens, não de Deus. Felipe não poderia pregar algo contrário à simplicidade do Evangelho que diz que para quem está em Cristo não há nenhuma condenação.

Os muitos evangelhos dos falsos cristos...

Cristo nos advertiu que surgiriam falsos cristos (Mat 24:24), e Paulo diz que que surgiriam 'obreiros fraudulentos' (II Cor 11:13), e assim como são 'falsos' teriam seus "falsos evangelhos" (ou falsas boas notícias) dos quais não devemos crer (Ver Gálatas 1:4). Já vimos logo acima dois desses falsos  'evangelhos' e seus falsos cristos apresentados.

Jesus disse: "Eu sou o caminho e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:6), e muitos obreiros fraudulentos dizem: "Nós somos o caminho".... se estiver desligado de nós, vocês estão perdidos....

Assim o foi com a igreja católica romana que quer que todos se submetam ao seu evangelho de penitências, de confissões a homens, de dízimos e peitas, de diversos deuses (santos) regionais e situacionais declarando hereges os que discordam dela, assim também o é com outras igrejas, netas da reforma e que deixaram de se reformar e se apegam a tradições tão humanas quanto as da igreja católica, esquecendo da simplicidade do evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Muitos evangelhos tem surgido mundo afora, apresentando falsos cristos com falsos sacrifícios.

O Evangelho verdadeiro diz que Cristo é o filho de Deus, e diz que ele carregou nossos pecados e os lançou no fundo do mar, e que se esqueceu deles. Diz que em suas ferias somos curados do pecado. Diz que ele se assentou à direita de Deus (Hebreus 10:12), e que lá está, até que todos os seus inimigos sejam colocados debaixo do estrado de seus pés (Heb 10:13). Diz que por fim ele se levantará para salvar seu povo (Daniel 12:1). Diz que ele entrou no santo dos santos uma vez por todas, obtendo eterna redenção (Hebreus 9:12). Esse verdadeiro evangelho diz ainda que quem crer em Cristo, ainda que morra viverá novamente - será ressuscitado (João 11:25,24) e não necessitará passar por nenhum purgatório ou juízo investigativo (Romanos 8:1; João 5:24)

Conclusão

"Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida." (João 5:24)

O Evangelho de Felipe é o evangelho de Cristo. As boas notícias de que "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito". As boas notícias de que se estamos em Cristo, não enfrentaremos nenhum purgatório e nenhum juízo investigativo ou pré advento. Esse evangelho diz que se você realmente CRÊ QUE JESUS É O FILHO DE DEUS, mas filho mesmo, não uma imagem de filho, mas filho mesmo, você não precisa mais de julgamento, mas 'passou da morte para a vida', pois conhecendo esse filho e crendo nele, o mais para nossa salvação ele já o fez. É isso que o Evangelho de Jesus Cristo nos diz. É isso o bastante para nossa salvação. Não há como crer nele e não amá-lo, não há como amá-lo e não guardar seus mandamentos (João 14:15) (não para ser salvos, mas por amor, em gratidão ao que ele já fez, levando para sempre todos os nossos). O Eunuco e todos quantos compreendem o verdadeiro evangelho de Cristo, seguem sua simplicidade, e são subordinados a Cristo Jesus e a ninguém mais. Eles seguem o cordeiro e não se contaminam com mulheres (Igrejas). Se lavam no sangue do cordeiro e não passarão ou estão passando por nenhum juízo, pois o Senhor conhece os seus (II Tim 2:19 - João 5:24).

"Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres". (João 8:36) - Livres de falsos evangelhos e de falsos cristos que tem surgido mundo afora. Livres de todo sentimento de culpa e mágoa, livres do rancor. Livres do medo de não ser salvos ou de ter que enfrentar após a morte um purgatório ou em vida (ou na morte) um suposto juízo de verificação. Livres de tudo que nos afaste da fonte de vida, Jesus, o filho de Deus, que recebeu a vida do pai (João 5:26) e nos a concede e ninguém ou nenhuma igreja pode nos tirar da mão de Cristo (João 10:28).

Misael Malogoli

Retornar a principal

Clique para retornar a capa de abertura do site

 


Internet Bereanos